Braga candidata a primeira Capital Europeia da Democracia

Braga é uma das 13 cidades candidatas a Capital Europeia da Democracia, uma iniciativa que pretende destacar a inovação democrática, promover a coesão, oportunidades de colaboração e participação da sociedade. A Capital Europeia da Democracia será escolhida por dez mil cidadãos de todos os estados membros do Conselho da Europa.

Desta lista de 13 cidades, cinco serão escolhidas por um júri de especialistas para a lista final, cabendo depois aos cidadãos a escolha da primeira cidade a ostentar o título de European Capital of Democracy #ECoD, que será anunciada em Janeiro de 2023.

As inscrições para fazer parte do Júri dos Cidadãos e escolher a cidade vencedora ainda estão a decorrer e podem ser efectuadas em: https://bit.ly/3SK6X7A

A Capital Europeia da Democracia vai receber diversas actividades que vão atrair visitantes de toda a Europa para se juntarem e participarem em eventos colaborativos para fortalecer a democracia, sendo que a cidade vencedora será reconhecida internacionalmente como um centro de inovação e educação para a participação activa da sociedade.

O objectivo Capital Europeia da Democracia é estabelecer um espaço de colaboração onde os cidadãos da Europa se reúnam, se envolvam, experimentem novas formas de democracia participativa e inclusiva em acção e se inspirem num programa abrangente projectado para promover a democracia e construir ou reconstruir a confiança.

Além de Braga, concorrem para Capital Europeia da Democracia mais duas cidades portuguesas, Cascais e Valongo, assim como Antuérpia (Bélgica), Barcelona (Espanha), Bolonha (Itália), Bruxelas (Bélgica), Burgos (Espanha), Linz (Áustria), Metz (França), Opole (Polónia), Rzeszow (Polónia) e Sarajevo (Bósnia e Herzegovina).

Todas as informações sobre a Capital Europeia da Democracia estão disponíveis em: https://capitalofdemocracy.eu/