"Assembleias Participativas" ajudam bracarenses com Orçamento Participativo
03 AGO 2019

"Assembleias Participativas" ajudam bracarenses com Orçamento Participativo

No âmbito da 6ª edição do Orçamento Participativo (OP) de Braga, o Município de Braga promoveu um ciclo de três Assembleias Participativas que se realizaram nos dias 23, 25 e 30 de Julho. As sessões juntaram centenas de Bracaranses que se deslocaram ao edifício gnration para assim participarem nas diferentes temáticas discutidas.

Desporto e Cultura; Equipamentos, Espaço Público, Trânsito e Mobilidade; Solidariedade, Coesão Social, Turismo e Ambiente foram os temas que estiveram em cima da mesa nestas  Assembleias Participativas que serviram para esclarecer dúvidas e discutir propostas, promovendo a participação dos cidadãos. 

A primeira sessão, no dia 23 de Julho,  abordou a temática do Desporto e Cultura e contou com a presença das vereadoras Sameiro Araújo e Lídia Dias. Dia 25 de Julho estiveram em análise as temáticas dos ‘Equipamentos, Espaço Público, Trânsito e Mobilidade’, com a presença dos vereadores João Rodrigues e Miguel Bandeira. Por último, a Assembleia Participativa do dia 30 de Julho falou-se de ‘Solidariedade, Coesão Social, Turismo e Ambiente’ que contou com a presença do vice-presidente da Câmara Municipal de Braga, Firmino Marques, e do vereador Altino Bessa.

Até 15 de Setembro os cidadãos são convidados a apresentar propostas sobre o que pretendem ver promovido ou executado pela Câmara Municipal no âmbito do Orçamento Participativo Braga.

Para serem submetidas à votação dos cidadãos, as propostas devem inserir-se no quadro de competências e atribuições da Câmara Municipal de Braga e ter um custo global igual ou inferior a 85 mil euros. Podem participar no Orçamento Participativo de Braga todos os cidadãos com idade igual ou superior a 16 anos que residam, trabalhem ou estudem em Braga e que, devidamente identificados, se inscrevam no portal do Orçamento Participativo da Câmara Municipal de Braga.